Madrugada

Em plena madrugada, em um barzinho qualquer
Bebendo uma, duas, três, quantas eu puder
O cheiro de asfalto molhado, da chuva que caiu mais cedo,
Os postes de luz laranja, iluminava cada rua, cada beco,
Aquele sonzinho, pra relaxar,
não havia a menor vontade de voltar
Aquela sensação de ninguém por perto,
me sentir esperto, por não te ligar
tumblr_lp9fznPSvI1qia3xzo1_500

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s